O uso de vidro na Engenharia Civil.

  • março 10, 2022
  • por Qualit
  • Artigo
  • Comentários desativados em O uso de vidro na Engenharia Civil.

Um dos pilares da Engenharia Civil é abrigar o homem das adversidades, intempéries, viabilizando proteção e iluminação aos ambientes. O vidro teve sua produção inicial como elemento decorativo, seu potencial foi aos poucos sendo descoberto, aprimorado e assim ganhou muito prestígio, porém, seu uso deve ser realizado com cautela. Por conta de sua utilização na área externa pode proporcionar aquecimento e maior consumo de energia para a refrigeração dos ambientes, hoje vamos falar da importância e aplicação dos vidros.

Segundo  Giovanni Mariacher autor do livro “O vidro: os estilos na arte.”, o vidro tem como registro de sua descoberta  da queima acidental da areia pelos fenícios 3.000 a.C., os quais, por terem sido grandes navegadores, difundiram esta descoberta rapidamente. Inicialmente usado para criação de pequenos ornamentos como vasos, copos e jarras, passou a exercer a função de espelhos e produção de vitrais. Estes vários usos foram sendo descobertos por diferentes civilizações que entraram em contato com este material singular.

 

Com a evolução tecnológica foi viabilizada a customização de vários tipos de vidros, tendo  diferenças em sua  forma, transparência e acabamentos superficiais. Vamos ver as principais características:

– Vidro Float: É o mais comum entre todos, é predominantemente liso, transparente e é utilizado como base para a produção dos outros tipos, é muito utilizado na arquitetura, indústria de móveis, automotiva e em eletrodomésticos;

– Vidro Laminado: Esse tipo de vidro está na categoria chamada de segurança e essa proteção vem  por conta de uma ou mais películas manufaturadas fixadas firmemente entre  duas placas de vidros, caso ocorra à quebra os estilhaços ficam fixas na película;

– Vidro Armado: Também está classificado como vidros de segurança, mas ao contrário do laminado, o armado ele é produzido com uma teia de fios metálicos, quando o vidro é quebrado os pedaços ficam aderidos a tela de fios;

– Vidro Temperado: É o mais popular, muito utilizado em boxes no banheiro, ele está na categoria de segurança, ele tem um tratamento especial (introduzindo tensões) na sua composição, ao qual quando quebrado, eles são estilhaçados em pequenos pedaços menos perigosos.

A evolução dos processos construtivos ocasiona naturalmente um grande desenvolvimento dos materiais aplicados para diversificar formas, objetivos, custos, entre outros. O vidro continua sendo muito valioso e bem ornamental, a transparência sempre foi muito apreciada pela humanidade.  Os profissionais da área devem ter cuidado na orientação quanto a insolação, pois pode afetar o ambiente interno e externo, ocasionando grande desconforto além de aumentar o custo com climatização, continue lendo sobre os materiais mais relevantes na construção civil aqui em nosso blog:

 

Saiba sobre o concreto na Construção Civil.

Importância dos materiais cerâmicos na Construção Civil.

 

Posts relacionados

Artigo

4 Tendências para Construção Civil.

LER MAIS
Artigo

BIM: Uma evolução para a construção civil.

LER MAIS
Artigo

Importância de reutilização da água no canteiro de obras.

LER MAIS
Artigo

Sustentabilidade – Celulose e Engenharia.

LER MAIS
Artigo

O uso de vidro na Engenharia Civil.

LER MAIS
Artigo

Engenharia de Custos

LER MAIS
Artigo

Use e Abuse: Relação de Recebimentos (Imposto de Renda)

LER MAIS
Artigo

Dimob

LER MAIS
Artigo

Saiba sobre o concreto na Construção Civil.

LER MAIS
Artigo

Importância dos materiais cerâmicos na Construção Civil.

LER MAIS
Artigo

A importância da acessibilidade nas edificações.

LER MAIS
Artigo

Como avaliar seus fornecedores de forma eficiente

LER MAIS
Artigo

Semana ENIC 2021

LER MAIS
Artigo

Quem é novo consumidor imobiliário?

LER MAIS
Artigo

Acompanhe os resultados das mídias sociais na sua construtora.

LER MAIS
Artigo

Conheça o Programa Casa Verde e Amarela

LER MAIS
Artigo

Como vender mais com o Marketing Digital

LER MAIS
Artigo

Indicadores de desempenho: imprescindíveis à gestão

LER MAIS